mulher angustiada
shutterstock
TPM pode se tornar severa durante o isolamento social

Com uma pesquisa rápida no Twitter utilizando as palavras-chave “isolamento” e “TPM” e já é possível enxergar, em publicações de diferentes usuárias, a queixa que parece unânime entre as mulheres em idade fértil durante o período de quarentena: sintomas novos ou intensificados, mais estresse e uma TPM mais longa.

Questionada sobre o assunto, a  ginecologista Karina Brum confirma que existe, sim, uma relação entre os dois períodos. “Todos estão vivendo um isolamento social e isso se acentua ainda mais nas mulheres que estão de TPM, pois os hormônios já estão todos descontrolados e não poder fazer certas coisas aumenta ainda mais a ansiedade”, explica a profissional. 


As principais alterações hormonais relacionadas ao humor ocorrem na queda da serotonina - o hormônio do bem-estar, da felicidade, do equilíbrio emocional e psicológico - e aumento do cortisol, relacionado aos níveis de estresse . O desequilíbrio acarreta em sintomas como compulsão alimentar, ansiedade, angústia ou irritação, que podem se tornar graves caso a mulher já esteja enfrentando um momento de fragilidade emocional. 

Karina oferece  dicas para aliviar o desconforto  da TPM e proteger a saúde mental durante esse período. 


Como enfrentar a TPM na quarentena?

  • Mantenha conversas com familiares e amigos

Por maiores que sejam as dificuldades causadas pelo isolamento, manter atividades sociais é fundamental para a saúde mental. A profissional orienta que “mesmo que não dê para ser presencial e ter o toque, o chat online ou a conversa por telefone já ajuda a acalmar a ansiedade", diz.

  • Considere o acompanhamento psicológico

Independentemente do período pré-menstrual, Karina Brum reforça que o momento atípico e angustiante pelo qual estamos passando requer um atendimento especializado em saúde mental. “Caso não tenha condições, existem diversas instituições que estão fazendo atendimento voluntário e gratuito e podem ajudar com plantões online”, reforça. O iG Saúde organizou uma lista com esses serviços .

  •  Evite discussões e desgastes emocionais desnecessários

Evitar maximizar o estresse é fundamental em um momento que requer calma e atenção. Se você sabe que aquela atividade pode prejudicar seu equilíbrio emocional, considere deixar para depois!

  • Faça exercícios físicos 

De acordo com a ginecologista, a prática que já é importante para a saúde do corpo se torna fundamental na TPM. "Liberar endorfina é muito importante neste momento e pode ajudar a diminuir as cólicas , melhorar o funcionamento do intestino, diminuir a ansiedade e melhorar o humor, tudo que é necessário para as mulheres combaterem a dupla TPM e quarentena", finaliza a ginecologista, que indica exercícios simples que possam ser feitos dentro de casa .


    Veja Também

      Mostrar mais