Covas
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação
Bruno Covas

Vivendo a expectativa de avanço de fase para a próxima etapa do Plano São Paulo, projeto desenvolvido pelo governo do estado para definir as regras de flexibilização dos setores da economia em meio ao combate à pandemia da Covid-19 , o prefeito da capital paulista, Bruno Covas (PSDB-SP), informou nesta sexta-feira (28) que a expectativa é de que a cidade dê o próximo passo e entre na fase verde já no mês de setembro.

"Considerando todos os cinco indicadores que o Governo do Estado de São Paulo leva em consideração para analisar em que fase uma região ou município se encontra, a expectativa da prefeitura de São Paulo é que a gente esteja com todos eles podendo ser classificados na fase verde entre o dia 20 de setembro e 10 de outubro. Essa é a nossa projeção: últimos dias de setembro e os primeiros de outubro para que tenhamos a tranquilidade para avançar na flexibilização", afirmou o prefeito .

Na sequência, Covas listou alguns avanços relacionados ao último boletim epidemiológico, principalmente sobre os números de novos casos e internações, apontados em queda pelo governador João Doria mais cedo, e voltou a ressaltar a importância de a população manter as regras de distanciamento social e de segurança.

"Vale ressaltar que a cidade continua de quarententa. Aproveitamos também para reforçar aqui o pedido para que as pessoas continuem a evitar aglomerações e sigam usando a máscara. É isso que tem ajudado a cidade a melhorar a cada dia os seus índices", finalizou.

A atualização das projeções sobre as datas de possível entrada na fase verde ocorre cerca de um mês após o secretário-executivo do centro de contingência, João Gabbardo, afirmar que a cidade avançaria à próxima etapa do plano ainda no mês de agosto, algo que acabou não ocorrendo.

"Previsão é que em 30 dias a capital de São Paulo já esteja na fase verde , com todas as atividades funcionando sem restrição de horário, mas com restrição de capacidade. O que tem acontecido normalmente, porque a população tem ficado receosa de sair, ir para as ruas... Passando para essa fase verde, além da ocupação, vão ficar com restrições eventos que envolvem aglomerações, isso só será possível mais adiante, na fase azul", disse o secretário, em entrevista à Globo no último dia 27 de julho.

    Veja Também

      Mostrar mais