Florestas tropicais africanas representam risco para novos vírus, diz pesquisador congolês
Divulgação/ Comitê Internacional da Cruz Vermelha
Florestas tropicais africanas representam risco para novos vírus, diz pesquisador congolês

Segundo o microbiólogo congolês Jean-Jacques Muyembe Tamfum, um dos descobridores do Ebola em 1976, a humanidade deve se preparar para um novo vírus que pode vir das florestas tropicais africanas.

Em entrevista para a CNN Internacional, Tamfum afirmou que o mundo vive na iminência de “novos agentes patogênicos que podem surgir a qualquer momento”. Segundo o pesquisador, o risco de um novo vírus passar de um animal para seres humanos representa uma ameaça para a humanidade. 

“Doenças como HIV , Sars e Covid-19 saltaram de animais para seres humanos. Algumas podem ser piores do que a causada pelo novo coronavírus”, afirma Tamfum.

Em 1976, Jean-Jacques Muyembe Tamfum esteve na linha de frente do combate ao Ebola, coletando amostras de sangue das vítimas. Ele perdeu 80% de seus colegas de trabalho no Hospital Missionário de Yambuku, onde os primeiros casos da doença foram detectados. 

Graças às amostras de Muyembe Tamfum, cientistas na Europa e nos Estados Unidos descobriram o novo vírus. Ele foi batizado de “Ebola” por conta do rio que passa perto do vilarejo em que foi identificado. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários