Gustavo Mendes, gerente-geral de medicamentos da Anvisa
Divulgação
Gustavo Mendes, gerente-geral de medicamentos da Anvisa

A gerência-geral de medicamentos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou neste domingo (17) a aprovação do uso emergencial da CoronaVac , vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac Biotech. Acompanhe a reunião .

A recomendação foi feita em decorrência do cenário atual da pandemia no Brasil e do aumento do número de casos de contaminações pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). 

Após a apresentação dos dados da fase 3 de testes da CoronaVac , a condição estabelecida pela área técnica foi que a vacina seja monitorada e reavaliada periodicamente.

Apesar do posicionamento favorável, essa ainda não é a decisão final da Anvisa. Os diretores da agência ainda vão votar após o fim da apresentação das informações da vacina de Oxford, que também terá a análise de seu pedido de uso emergencial.

Como a diretoria é composta por cinco integrantes, é preciso que haja uma maioria simples para que os imunizantes sejam aprovados, ou seja, três votos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários