Ministro Saúde%2C general Eduardo Pazuello
Carolina Antunes/PR
Ministro Saúde, general Eduardo Pazuello

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, disse neste domingo (17) que 100% das doses da CoronaVac, vacina produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac Biotech, é do Ministério da Saúde. O  imunizante foi aprovado para uso emergencial de forma unânime pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

"Todas as vacinas produzidas pelo Butantan estão contratadas de forma integral e exclusiva para o Ministério da Saúde, inclusive esta utilizada agora", disse Pazuello se referindo à dose que foi aplicada em uma enfermeira do hospital Emílio Ribas, em São Paulo . A profissional da saúde foi imunizada ao lado do governador João Doria (PSDB). "Qualquer movimento fora dessa linha está em desacordo com a lei", completou o ministro da Saúde.

De acordo com o governo federal, o Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19 teria inicialmente 8 milhões de doses disponíveis. Após o cancelamento da importação das vacinas de Oxford que viriam da Índia, no entanto, esse número caiu para 6 milhões, contando somente com doses da CoronaVac.

Questionado sobre o assunto, Pazuello disse que a compra poderia ser feita no início desta semana. "Numa conversa em nível diplomático, ficou claro que a Índia começaria vacinar ontem. Muito provável que a gente consiga coordenar entrega no começo desta semana. Já está comprada, com documento de importação pemitido e assinado a contratação do transporte aéreo realizado", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários