O governador João Doria estará presente na aplicação da primeira dose da vacina contra Covid-19 no Brasil caso a Anvisa aprove o uso emergencial da CoronaVac
Reprodução/Governo de SP
O governador João Doria estará presente na aplicação da primeira dose da vacina contra Covid-19 no Brasil caso a Anvisa aprove o uso emergencial da CoronaVac

O governo de São Paulo aguarda o final da reunião da Anvisa sobre a aprovação do uso emergencial das vacinas de Oxford/AstraZeneca e da CoronaVac. Caso o imunizante produzido pelo Instituto Butantan seja aprovado, a vacinação deve começar ainda hoje (17) no Hospital das Clínicas, em São Paulo.  A reunião está sendo transmitida ao vivo, acompanhe.

A gerência-geral de medicamentos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já deu parecer recomendando a aprovação , mas definição ainda depende de votação dos diretores da agência reguladora.

João Doria (PSDB) já anunciou entrevista coletiva hoje, às 17h. Se o uso emergencial for aprovado, o governador estará presente na inoculação e deve ser fotografado na aplicação da primeira dose da vacina contra Covid-19 no Brasil.

A primeira pessoa a ser imunizada não foi divulgada e a operação de iniciar a vacinação ainda hoje é conduzida com o máximo de discrição pela gestão, já que o governo de São Paulo trava disputa política com o governo federal a respeito da vacinação.

Caso a CoronaVac não seja aprovada, o governo de São Paulo levará a questão ao Supremo Tribunal Federal (STF).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários