Primeira reunião da Anvisa para analisar pedido de uso emergencial da CoronaVac
Divulgação/Anvisa
Primeira reunião da Anvisa para analisar pedido de uso emergencial da CoronaVac

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) realiza nesta sexta-feira (22) uma nova reunião para analisar o pedido de uso emergencial de um segundo lote de doses da CoronaVac , vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac Biotech.

O encontro, que está marcado para começar a partir das 15h, tem duração prevista de duas horas e deve permitir que doses produzidas nacionalmente pelo próprio Butantan sejam utilizadas para imunizar a população.

Esse novo pedido é para que mais 4,8 milhões de doses produzidas em São Paulo possam ser utilizadas , mas que também já sejam liberadas as doses futuras que ainda serão feitas assim que o Butantan conseguir importar o Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) da China.

Você viu?

Devido aos cuidados com a pandemia, o acompanhamento da reunião será totalmente remoto. A transmissão será feita pelo canal da Anvisa no YouTube.

Na primeira reunião da Anvisa, a  agência liberou o uso emergencial de apenas 6 milhões de doses que já foram entregues prontas pela Sinovac. Naquela ocasião, os diretores do órgão levaram cinco horas para aprovarem o uso emergencial.

A aprovação foi unânime, com todos eles fazendo ressalvas quanto aos riscos do imunizante, mas também justificando a liberação em função da falta de medicamentos com comprovação científica de que poderiam tratar a Covid-19 e da escalada de contaminações pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários