Covid-19: Prefeito de cidade diz que fará uso de remédio sem eficácia comprovada
Pixabay/Pexels
Covid-19: Prefeito de cidade diz que fará uso de remédio sem eficácia comprovada

O prefeito de Belford Roxo, Waguinho Carneiro (PSL), disse que fará o uso da ivermectina como tratamento precoce contra a Covid-19, após ter tido contato com o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (MDB), internado pela segunda vez com a doença. O remédio, usado como antiparasitário, não tem eficácia comprovada contra o coronavírus.

Waguinho é um dos aliados na Baixada Fluminense do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), um defensor do tratamento precoce, cuja ineficácia contra a Covid-19 já foi apontada por especialistas. O prefeito foi reeleito em primeiro turno no passado e teve o apoio de bolsonaristas e do PT.

"Meu médico me receitou a ivermectina como uma prevenção", disse o prefeito, que afirmou que tomará o remédio nesta sexta-feira e novamente no sábado.

Segundo Waguinho, de 49 anos, o remédio foi indicado por seu médico, que é cardiologista e clínico geral e que o acompanha há décadas. Questionado sobre o tratamento, o prefeito disse confiar no tratamento.

"Os médicos conservadores acreditam e têm usado remédios como a ivermectina e a hidroxicloroquina", disse Waguinho.

Você viu?

Waguinho afirmou ainda que fará o isolamento social, também por recomendação de seu médico, após o contato com Reis. Os dois estiveram juntos em uma reunião no Palácio da Guanabara, onde também estava presente o governado do Rio, Claudio Castro, e demais prefeitos da região.

Waguinho, que assumiu essa semana o diretório estadual do PSL, antigo partido de Bolsonaro, pediu licença médica da prefeitura de Belford Roxo para a realização de exames e acompanhar suas taxas sanguíneas, conforme informou. O prefeito disse que agora só sairá de casa para fazer o exames.

O prefeito de Belford Roxo já teve a Covid-19 no início da crise sanitária, em abril do ano passado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários