Marcelo Queiroga, ministro da Saúde
Divulgação/Ministério da Saúde
Marcelo Queiroga, ministro da Saúde


A partir desta sexta-feira (20), os dados sobre a distribuição de vacinas no Brasil estarão disponíveis na plataforma Localiza SUS, do Ministério da Saúde. A medida foi anunciada pelo ministro Marcelo Queiroga em evento no Centro de Distribuição de Insumos Estratégicos de Saúde, em Guarulhos, onde ele negou atrasos da pasta na entrega dos imunizantes.

A divulgação aberta dos dados ocorre no momento em que prefeitos e governadores têm acusado a pasta de atrasar a entrega das vacinas. Na terça-feira, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo  Lewandowski atendeu a um pedido do governador João Doria (PSDB) e determinou que Ministério da Saúde enviasse as vacinas para segunda dose a São Paulo.

Na coletiva, Queiroga negou atrasos e disse que é preciso atestar a qualidade dos imunizantes. Sobre a distribuição das vacinas, disse que o Ministério não faz política na saúde e tem compromisso igual com os estados.

"Em vez de ficar fazendo essas confusões, deveriam trabalhar em parceria com o Ministério para acelerar a vacinação no país", afirmou Queiroga, a respeito de prefeitos e governadores que entraram na justiça para garantir a entrega das doses.

Você viu?

Apesar de ter mencionado que a distribuição ocorre de maneira propricional ao tamanho dos estados, Queiroga voltou a citar que há locais que ainda estão vacinando jovens de 30 anos, enquanto outros já avançaram para os adolescentes.

Em relação à terceira dose, o ministro não citou datas e disse que é preciso esperar "respostas científicas" e avançar na segunda dose. A previsão, segundo ele, é de ter 75% da população acima de 18 anos totalmente vacinada no final de outubro. O estudo encomendado pelo Ministério sobre a terceira dose deve ficar pronto no mesmo período ou no começo de novembro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários