North Shore University Hospital, em Nova York
Reprodução
North Shore University Hospital, em Nova York

Cerca de 1,4 mil funcionários da Northwell Health, a maior operadora de planos de saúde do estado de Nova York, nos Estados Unidos, foram demitidos após se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19 . Joe Kemp, porta-voz da empresa, confirmou a informação hoje.

Na semana passada, entrou em vigor a obrigatoriedade da vacinação para todos os trabalhadores de saúde do estado. Ao todo, a Northwell possui 76 mil funcionários. Segundo autoridades norte-americanas, esse pequeno grupo de funcionários prefere ser demitido a se vacinar.

"Nosso objetivo não era demitir empregados. Nosso objetivo era fazer com que as pessoas se vacinassem", disse Kemp, segundo informações da Reuters. O executivo acredita que as demissões não vão influenciar no funcionamento da rede de hospitais da empresa.

"A Northwell lamenta perder qualquer funcionário sob tais circunstâncias", disse, em nota. "Devemos isso à nossa equipe, aos pacientes e comunidades que servimos: precisamos estar 100% vacinados contra a Covid-19".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários