Tamanho do texto

Dra Bárbara Cardoso conta como passar por essa fase delicada das crianças

Seu filho já apresentou episódios onde se contorce na cama durante o sono, grita e chora de maneira incontrolável? Pode ser que ele esteja sofrendo de terror noturno.

Leia também: O que é a dor de crescimento?

Terror noturno não é o mesmo que pesadelo; entenda a diferença
Thinkstock/Getty Images
Terror noturno não é o mesmo que pesadelo; entenda a diferença

O terror noturno é uma parassonia, ou seja, um distúrbio do sono muito parecido com sonambulismo ou pesadelo, que acontece principalmente em crianças na idade entre 3 e 8 anos.

Os eventos de terror noturno acontecem principalmente devido à imaturidade do sistema nervoso central destas crianças , que ainda não está pronto para realizar a transição entre o sono e o despertar corretamente.

Durante o episódio, as crianças podem começar a se contorcer na cama com a expressão facial de dor e de medo, sentar-se e levantar-se da cama, abrir os olhos e manter o olhar fixo, gritar, chorar muito e podem chegar a ter um comportamento agressivo. Uma curiosidade é que costumam não se lembrar de nada no dia seguinte.

Leia também: Saiba como começar a introdução alimentar de maneira correta para o seu bebê

Esses eventos citados podem durar até 15 minutos e costumam apavorar os pais que presenciam a situação. Na maior parte dos casos, os episódios de terror noturno tendem a sumir com o crescimento das crianças.

Terror noturno x pesadelos

Os dois eventos são muito parecidos, mas com algumas diferenças. A principal diferença entre eles é exatamente o período do sono em que ocorrem. Enquanto o terror noturno tem a característica de se manifestar no inicio do sono (nos primeiros 15 minutos a 2 horas do sono), os pesadelos tendem a ocorrer no período chamado REM do sono, mais comum no fim da madrugada.

Outra diferença entre eles está na lembrança do ocorrido. No caso do pesadelo, as crianças se lembram do ocorrido e algumas vezes até acordam durante o sono. Já no terror noturno, na maioria das vezes elas não se lembram de nada no dia seguinte e não acordam durante o evento.

Leia também: Quando devo levar meu filho ao pronto-socorro? Veja sintomas e casos urgentes

O que posso fazer para ajudar o meu filho?

Nas crianças, é muito rara a necessidade de administração de medicações para os casos de terror noturno. Algumas dicas importantes são:

-          Mantenha uma rotina de sono para evitar a privação de sono na

-          Evitar alimento gorduroso, cafés, laticínios e outros alimentos de difícil digestão à noite

-          Não se desespere no momento e não tente acordar a criança

-          Proteja escadas a janelas para evitar acidentes

-          Evite brincadeiras agitadas antes de dormir e tente fazer atividades relaxantes para combater o terror noturno .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.