Tamanho do texto

Doutor Bruno Puglisi tira todas as dúvidas sobre os enxaguatórios; confira

Você escova e usa fio dental regularmente, mas decide acrescentar um pouco mais à sua rotina de higiene bucal. O enxaguante bucal é uma escolha comum, já que é dito que ele adiciona proteção extra ao seu sorriso, ajudando a prevenir a placa bacteriana, a gengivite e o mau hálito .

Leia também: A importância dos selantes nos dentes dos nossos filhos

No entanto, decidir entre um  enxaguante bucal com álcool e sem pode ser uma coisa difícil de fazer. Se você não tem certeza de qual tipo de enxaguatório bucal é realmente melhor para você, Doutor Bruno Puglisi dá algumas dicas; confira:

Doutor Bruno Puglisi explica tudo sobre enxaguante bucal
Thinkstock/Getty Images
Doutor Bruno Puglisi explica tudo sobre enxaguante bucal

Enxaguatório bucal com álcool

Você saberá que recebeu um enxaguante bucal que contém álcool quando gargareja com ele. É aquele com aquela ligeira sensação de ardor, que sempre parece dizer ao seu cérebro: "Ah, está funcionando".

Muitas pessoas associam a sensação de queimação do álcool como o ato de limpar a boca. Mas, é importante notar que ingredientes ativos de qualidade fazem a diferença, não a quantidade de desconforto envolvida quando você gargareja.

E enquanto o álcool pode matar bactérias mais superficiais, ele pode não atingir as bactérias prejudiciais mais profundas.

Leia também: Sua gengiva sangra quando escova os dentes ou passa o fio dental?

Mesmo que a quantidade de álcool no bochecho seja pequena, pode causar danos aos tecidos moles da boca. Também é importante notar que o álcool é um agente secante. Por causa disso, o uso de enxaguatório bucal com álcool pode fazer com que a quantidade de saliva produzida seja reduzida ou mesmo eliminada (também conhecida como boca seca).

Nossas bocas precisam de saliva para eliminar bactérias, isso significa que a falta de produção de saliva pode causar mau hálito e caries.

Bochechos sem álcool

O enxaguatório bucal que não contém álcool permite que a boca continue produzindo saliva, contribuindo para a limpeza e frescor de sua boca a longo prazo. Isso é essencial para um bom enxaguatório bucal.

Procurar um enxaguatório bucal com flúor como ingrediente ajuda a manter os dentes fortes e ajuda a minimizar a sensibilidade dentária.

Leia também: Você sabe se refrigerante faz mal aos dentes? Doutor Bruno Puglisi explica

Outra vantagem do anti-séptico bucal sem álcool é que ele é mais seguro para restaurações dentárias. Estudos mostram que o enxaguatório bucal sem álcool é mais benéfico para o brilho, cor, dureza e desgaste das restaurações. 

Muitas pessoas usam bochechos por hábito, mas de fato, a necessidade de usar bochechos pode ser uma indicação de um problema maior. Mas um enxaguatório bucal sem álcool para uso ocasional é a melhor aposta quando se decide ir com um enxaguante bucal , diz Dr Bruno Puglisi.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.