Coronavac
Fotoarena / Agência O Globo
Vacina Coronavac, desenvolvida pela Sinovac, deve chegar ao Brasil ainda este mês

De acordo com o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, uma data prevista para o início da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Brasil depende, neste momento, do Governo Federal. " Em janeiro nós vamos ter as 46 milhões de doses, mas a vacinação não depende da gente, depende do Programa Nacional de Imunização" , afirmou Covas.

Na tarde desta segunda-feira (9), o governo de São Paulo confirmou que o primeiro lote de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida pela chinesa Sinovac , deve chegar ao país no dia 20 de novembro .

Até 30 de dezembro, porém, o País já contará com 6 milhões de doses da vacina, que ainda passa pela terceira fase de testes clínicos. Até o momento, o Ministério da Saúde não confirmou se fará aquisição de doses para uma campanha nacional de vacinação.

Em entrevista ao iG, durante a cerimônia de início das obras da nova fábrica do Insituto Butantan, Covas ainda criticou a falta de orientações detalhadas sobre a futura campanha. " Estão demorando, inclusive, para dizer quais são os grupos que serão vacinados. Não teve uma normativa do Ministério priorizando a ordem de vacinação ainda ", pontuou o diretor. 

    Veja Também

      Mostrar mais