Em janeiro, a capital do Estado, Manaus, enfrentou um colapso no sistema de saúde por causa da falta de oxigênio nos hospitais
Foto: Edmar Barros/Reprodução
Em janeiro, a capital do Estado, Manaus, enfrentou um colapso no sistema de saúde por causa da falta de oxigênio nos hospitais

No Amazonas, o número de mortes notificadas por Covid-19 em 2021 ultrapassou o total de mortes registradas pela doença durante todo o ano passado.

Até esta terça-feira (23), já foram registradas 5.288 mortes pela doença só neste ano. Ja de março a dezembro de 2020, foram registrados 5.285 óbitos. Os números se referem às datas de notificação das mortes, e não quando elas efetivamente ocorreram.

Desde o começo da pandemia até esta terça, 10.573 pessoas morreram no estado com a doença. O número casos confirmados passa de 309 mil.

Em janeiro, Manaus, enfrentou um  colapso no sistema de saúde por causa da falta de oxigênio nos hospitais. O estado passou a enviar pacientes para outros estados, e recebeu  doações de oxigênio de diversas partes do país.

Colapso na saúde causou aumento de 40% nas mortes por Covid no Amazonas
Crise em Manaus: pacientes internados fogem ou pedem para 'morrer em casa'

Especialistas afirmam que o aumento no número de casos é impulsionado pelas festas de fim de ano e também pela presença nova variante do coronavírus (P.1), que aparenta ser mais contagiosa.

A gestão estadual tentou fechar o comércio no dia 26 de dezembro, mas, por pressão de manifestantes, voltou atrás e só fechou as atividades no dia 2 de janeiro, após determinação judicial. Desde lá, a reabertura só foi permitida nesta segunda (22), após quase dois meses. A restrição de circulação de pessoas nas ruas, que antes durava todo o dia, passou a ser de 19h às 6h.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários