No comunicado divulgado nesta segunda-feira, a unidade justifica que a suspensão temporária ajudará a manter o atendimento aos pacientes internados e em estado grave
Foto: Agência Brasil
No comunicado divulgado nesta segunda-feira, a unidade justifica que a suspensão temporária ajudará a manter o atendimento aos pacientes internados e em estado grave

O Hospital Sírio Libanês em Brasília não atenderá novos pacientes pelos próximos 15 dias ou até que o nível de ocupação de leitos por covid-19 caia. No comunicado divulgado nesta segunda-feira, a unidade justifica que a suspensão temporária ajudará a manter o atendimento aos pacientes internados e em estado grave, dada a crescente superlotação de leitos.

Há exceções para “pacientes referenciados (por indicação médica ou de outros serviços hospitalares) ou cuja condição de saúde seja de extremo risco”, segundo o informe. Cirurgias eletivas e de exames invasivos também serão adiados.

Você viu?

“As demandas geradas por pacientes com COVID-19, no entanto, vêm avançando em ritmo acelerado, exigindo cada vez mais a utilização de suporte avançado. Diante deste cenário, e para a manutenção da excelência assistencial no cuidado aos pacientes que já se encontram internados sob nossos cuidados, o Hospital Sírio-Libanês em Brasília entendeu ser necessário restringir temporariamente a entrada de pacientes pelo seu Pronto Atendimento na Capital Federal. A medida valerá por 15 dias ou até que a ocupação atinja níveis seguros”, diz o comunicado.

Serviços ambulatoriais em alas para pacientes sem sintomas de Covid-19, consultas e serviços do Centro de Medicina Diagnóstica e dos Centros de Oncologia seguem em funcionamento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários