Registro da vacinação de adolescentes em escola municipal de Salvador
André Carvalho/ Smed
Registro da vacinação de adolescentes em escola municipal de Salvador


A farmacêutica Pfizer e a empresa BioNTech anunciaram em comunicado divulgado nesta segunda-feira (22) que seu imunizante contra a Covid-19 se mostrou 100% eficaz em adolescentes de 12 a 15 anos. A conclusão foi obtida após análise dos resultados da fase 3 de testes com indivíduos nessa faixa etária.


De acordo com o texto, até pelo menos seis meses após a aplicação da segunda dose, os efeitos adversos não geraram grandes preocupações.


"Como a comunidade mundial de saúde trabalha para aumentar o número de pessoas vacinadas ao redor do mundo, esses dados adicionais proporcionam maior confiança na segurança e no perfil de eficácia de nossa vacina em adolescentes. Isso é especialmente importante, pois vemos taxas de Covid-19 escalando nesse grupo em algumas regiões, enquanto o consumo de vacinas diminuiu", disse Albert Bourla, presidente e diretor-executivo da Pfizer. "Estamos ansiosos para compartilhar estes dados com a FDA [Food and Drugs Administration, agência reguladora dos Estados Unidos] e outros reguladores".

Leia Também


De acordo com as empresas, os estudos foram feitos com 2.228 participantes. Dos 30 casos de Covid-19 sintomáticos confirmados, todos foram no grupo que tomou placebo e nenhum no grupo vacinado com o imunizante da Pfizer/BioNTech.



No Brasil, essa faixa etária já foi habilitada para receber essa vacina. As empresas também solicitaram à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a aplicação do imunizante, em doses menores, em crianças de 5 a 11 anos. O pedido está sob análise .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários