Pesquisa aponta que pacientes com flurona tendem a ter casos mais graves
Tomaz Silva/Agência Brasil - 17.01.2022
Pesquisa aponta que pacientes com flurona tendem a ter casos mais graves


A diminuição das medidas restritivas contra a  Covid-19 , como a não obrigatoriedade do uso das máscaras, facilitou, segundo cientistas, a contaminação dupla da Sars-Cov-2 com outros vírus. Em recente pesquisa publicada pela Revista The Lancet, famosa pela credibilidade científica, observou-se que pacientes contaminados com Flurona – infecção simultânea do coronavírus com a Influenza A – têm 2,4 vezes mais chances de morrer do que os demais, infectados uma única vez ou apenas com Covid.

Outra descoberta do estudo diz respeito às chances do uso mecânico de respiradores. Segundo os dados, a Flurona aumenta em até quatro vezes a probabilidade do paciente precisar usar os respiradores, o que, além de representar um quadro clínico mais severo, pode intensificar a lotação dos leitos em hospitais.


Leia Também

Para a pesquisa, os cientistas analisaram amostras de 6965 pacientes com coronavírus no Reino Unido, no período de fevereiro de 2020 a dezembro de 2021. Destes, 583 estavam "coinfectados", ou seja, com algum vírus além da Covid-19, e 227 foram diagnosticados com Influenza A.

Os especialistas reforçam que, apesar da Flurona não ser uma nova doença, é importante manter o calendário de vacinação em dia, tanto em relação à Covid-19 quanto às demais doenças. Além disso, o uso de máscaras e a higiene, principalmente das mãos, continuam sendo eficazes para evitar a contaminação por vírus respiratorios.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários