Covid-19: moradores de Pequim se preparam para nova onda da doença
Stephen McDonell - BBC News, Pequim
Covid-19: moradores de Pequim se preparam para nova onda da doença

A cidade de Xangai, uma das mais populosas da China, já está há um mês aplicando medidas rigorosas de isolamento para seus habitantes devido ao aumento no número de casos de coronavírus. Com isso, a capital Pequim também se prepara para uma potencial onda de casos da doença.

Segundo o veículo de imprensa estatal chinês Global Times, as autoridades locais têm como prioridade testar 90% de seus 21 milhões de habitantes.

Na terça-feira (26), foi determinado que deverão ser realizadas três rodadas de testagem em 11 bairros da capital da China. Na véspera, a testagem em massa já havia começado no bairro de Chaoyang, onde foram registrados 46 casos e mais de uma dezena de edifícios presidenciais foi colocda em isolamento.

À agência DW, residentes disseram que postos de testes foram instalados em cada comunidade. “As maiores têm até dois postos, e todos os exames são grátis”, contou uma moradora. Além disso, funcionários da saúde foram de porta em porta convidando à testagem.

O vice-diretor do Centro Municipal de Prevenção e Controle de Doenças de Pequim, Pang Xinghuo, afirmou que testes epidemiológicos iniciais mostram que a cadeia de transmissão está basicamente clara. Entretanto, as autoridades ressaltam que ainda há risco de uma escalada do surto, pois se conta com um aumento do fluxo da população em torno dos feriados de maio.

Leia Também

O diretor da equipe de especialistas antiepidemia da cidade de Shenzhen, Lu Hongzhou, disse em entrevista ao Global Times que os testes PCR em grande escala administrados por Pequim vão “ajudar muito a manter a epidemia sob controle”.

Segundo Xi Chen, professor associado da Yale School of Public Health, nos Estados Unidos, as autoridades pequinesas parecem ter aprendido com a experiência em Xangai.

“O número de casos confirmados em Pequim no fim de semana passado era semelhante ao de Xangai em 3, 4 de março. Xangai esperou dez dias para apertar as medidas de saúde pública, e acabou aplicando um confinamento em 28 de março. O anúncio de Pequim de três rodadas de testagem em massa parece mais reativo, desta vez.”

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários