Ocupação de leitos cresce exponencialmente no estado de São Paulo
Rogerio Santana
Ocupação de leitos cresce exponencialmente no estado de São Paulo

Nesta sexta-feira (12), a Secretaria Estadual da Saúde do Estado de São Paulo divulgou dados preocupantes sobre a  ocupação dos leitos de UTI para pacientes Covid-19, com 49 dos 150 municípios já alcançando 100% da ocupação. Caso a tendência se mantenha, especialistas dizem que as vagas nas Unidades de Terapia Intensiva exclusivas para o combate à pandemia devem acabar até esta segunda-feira (15).

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o infectologista Marcos Boulos, professor da Faculdade de Medicina da USP e membro do Centro de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo, ressaltou a importância da implementação de um " lockdown  severo" de 30 dias para evitar que a situação piore ainda mais, mas que isso depende da colaboração da população. 

Questionado sobre a possibilidade das unidades de Saúde começarem a "escolher quem salvar", ele afirmou: "em vários lugares do estado e no Brasil, já. Aqui na capital, em alguns hospitais, também. A gente brinca de Deus. Esse aqui tem alguma chance, vamos colocar na UTI ; esse não tem, deixa fora da UTI. Isso leva não só a uma questão ética muito grave como a depressão profunda no pessoal da saúde que faz o atendimento".

Para ele, a velocidade de vacinação é lenta, mas "dentro do imaginado" pela baixa quantidade de vacinas até o momento. Sobre o lockdown ser a melhor opção de combate ao vírus, foi incisivo: "você precisa do Exército na rua para evitar a circulação, e o presidente já disse que não usaria o Exército para as pessoas pararem de trabalhar".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários