Pazuello tenta acordo com a Sinopharm para ter a vacina chinesa no Brasil
André Shalders - @andreshalders - Da BBC News Brasil em Brasília
Pazuello tenta acordo com a Sinopharm para ter a vacina chinesa no Brasil

O ministro da Saúde Eduardo Pazuello se reunirá com representantes da Sinopharm na próxima segunda-feira (15) para discutir a produção do IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) da vacina no Brasil.

Em carta ao embaixador Yang Wanming, Pazuello diz se sentir honrado pela reunião agendada e cita a empresa Blau, uma farmacêutica chinesa que fornece princípios ativos ao Brasil, e diz que a Anvisa ganhou da empresa um certificado de "boas práticas da fabricação de insumos farmacêuticos biológicos".

Na terça-feira (9),  o Ministério da Saúde solicitou 30 milhões de doses da vacina BBIBP-CorV, fabricada na China pela empresa Sinopharm. A pasta pediu para que o governo chinês forneça o lote, "se possível, ainda para o primeiro semestre de 2021, com possibilidade de quantidades adicionais para o segundo semestre deste ano".

"O Brasil enfrenta, hoje, nova variante do coronavírus, conhecida como P1, que se vem mostrando infecciosa e capaz de evoluir em quadro clínico grave com rapidez", afirma o documento, assinado pelo secretário-executivo da Saúde, Antônio Elcio Franco Filho. "O Ministério da Saúde está ciente da importância de conter essa cepa e de impedir que se espalhe pelo mundo, recrudescendo a pandemia", diz um trecho da carta.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários