Tamanho do texto

Substituir por bebidas sem açúcar também adianta, mas o benefício para a saúde é menor, defendem pesquisadores

Água: troca pode ajudar a perder uns quilinhos
Getty Images
Água: troca pode ajudar a perder uns quilinhos

Trocar seu refrigerante por água – ou ao menos a versão diet – realmente pode ajudar a perder alguns quilos, concluiu estudo.

Leia também:  Bebida saudável: água saborizada pode ser antioxidante e ajudar na dieta

Uma sugestão bem comum na batalha contra os quilos a mais na balança é trocar os refrigerantes açucarados por água ou outras bebidas livres de calorias que ajudam a matar a sede.

Leia ainda:  Esqueça o refrigerante zero: "Nada que tem ali vai trazer algum benefício"

Neste estudo, os pesquisadores designaram aleatoriamente 318 adultos com sobrepeso para um de três grupos: o primeiro substituiu bebidas açucaradas por água, o segundo trocou por bebidas diet, e o terceiro recebeu orientações sobre perda de peso e pôde fazer as trocas que quisesse na dieta.

Leia mais: Comer manteiga e gorduras saturadas faz mesmo mal à saúde?

Depois de seis meses, todos os três grupos haviam perdido, em média, de 2kg a 2,5kg Os dois grupos que cortaram as bebidas açucaradas, no entanto, foram mais propensos a perder ao menos 5% de seu peso inicial: isso ocorreu com 20% deles, contra 11% no grupo que recebeu apenas orientações sobre emagrecimento.

Leia ainda: Refrigerantes dietéticos elevam risco de infarto e AVC, aponta pesquisa

Uma perda de peso de 5% é “clinicamente significativa” – ou suficiente para que sejam observados benefícios à saúde, como a redução da pressão arterial, disse a pesquisadora principal, Deborah F. Tate, da Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill (EUA).

Refrigerantes
Thinkstock/Getty Images
Refrigerantes


“As pessoas que precisam perder peso, muitas vezes acham assustador revisar a dieta e adaptá-la de forma mais saudável. Trocar algumas bebidas doces por opções sem açúcar pode parecer uma alternativa relativamente fácil”, afirmou Tate em entrevista à Reuters Health.

Em média, os participantes do estudo perderam cerca de 2% de seu peso corporal. Para a pesquisadora, não é uma perda enorme, mas é um passo na direção certa.

“Pode ser um bom primeiro passo. Depois de se habituar a consumir bebidas livres de calorias, você pode fazer alterações nos seus hábitos alimentares” sugeriu ela.

As descobertas, publicadas no American Journal of Clinical Nutrition, são baseadas em adultos que eram significativamente obesos, e estavam ingerindo pelo menos 280 calorias em forma de líquidos (excluindo leite) todos os dias.

Embora o grupo que trocou o refrigerante com açúcar pelo diet tenha emagrecido, em média, tanto quanto o que subsitituiu a bebida açucarada por água, este último apresentou reduções significativas da pressão arterial – bem maiores do que o grupo do refrigerante diet.

Não está claro por que isso aconteceu, afirmou Tate. Mas o grupo teve melhores níveis de hidratação, o que pode ajudar a explicar a melhora da pressão arterial.

Alguns estudos já descobriram que as pessoas que bebem regularmente refrigerantes diet de fato têm um maior risco de desenvolver diabetes quando comparados com pessoas que passam longe das bebidas adoçadas artificialmente. Mas as razões para essa relação ainda são desconhecidas, e podem não ser relacionadas com as bebidas dietéticas por si só.

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.