Alimentação

enhanced by Google
 

Dieta saudável inclui vários alimentos contra o câncer

Equilibrar grupos nutricionais e comer tudo com moderação é o segredo para estar mais protegido

The New York Times

Compartilhar:

Foto: Getty Images Ampliar

Vegetais: dieta rica em fibras contém propriedades benéficas ao organismo

Emagrecer pode ajudar pessoas obesas ou acima do peso a reduzir os riscos de câncer. Entretanto, especialistas dizem que nem todas as dietas são eficazes.

As que ajudam a proteger o organismo contra o câncer são aquelas que estimulam mudanças de hábitos alimentares em longo prazo, além de também oferecerem diversas opções de todos os grupos de alimentos, explicou Daxaben Amin, nutricionista clínico do departamento de nutrição do Anderson Cancer Center, da Universidade do Texas.

A dieta mediterrânea sela um compromisso com a boa alimentação para toda a vida, além de estar de acordo com as diretrizes nutricionais para a prevenção do câncer e das doenças cardíacas, dentre elas:

- Ingestão de diversas frutas, verduras e outros alimentos de origem vegetal
- Uso de ervas e especiarias para temperar os alimentos em vez de sal
- Consumo limitado de carne vermelha e álcool
- Uso de gorduras saudáveis, como o azeite de oliva e o óleo de canola, em vez de manteiga
- Ingestão de peixes ou aves pelo menos duas vezes por semana
- Dietas balanceadas que envolvem de seis a sete pequenas refeições diárias, em vez das costumeiras três refeições mais pesadas

Este tipo de dieta oferece os seguintes benefícios para a prevenção do câncer:

- Ingestão de frutas, verduras e grãos integrais em pelo menos metade das refeições diárias
- Limitação de alimentos com alto teor de gordura
- Ingestão de proteínas magras
- Prática diária de atividades físicas

“Dietas que encorajam mudanças em curto prazo geralmente não oferecem os nutrientes necessários ao organismo. Estas dietas estão em nossa ‘lista negra’”, disse Amin em um boletim.

 

As dietas sem glúten estão se popularizando cada vez mais, mas esta não deve ser uma opção, a menos para quem sofre de doença celíaca, aconselha o especialista. Cortar o glúten da alimentação significa evitar alimentos com grãos integrais, ricos em fibras, vitaminas e minerais – todos estes protetores das células contra os danos que podem levar ao câncer.

Leia: Dietas da moda aumentam o risco de doenças

As dietas sem carboidratos são outra opção ruim. A eliminação total de carboidratos priva o organismo de sua principal fonte de energia e de alguns alimentos importantes na prevenção do câncer – as verduras, as frutas, os grãos integrais e o feijão.

“Em vez de cortar o carboidrato, escolha bem quais carboidratos ingerir. Aposte em grãos integrais em vez de bolos, biscoitos e outros alimentos feitos de açúcares e grãos processados ou refinados”, sugere Amin.

Siga lendo sobre dietas:
Caem os mitos das dietas
Os riscos da dieta da proteína
Menos gordura ou menos carboidrato?
 

 

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo