Bem-Estar

enhanced by Google
 

Como evitar gases

Eles causam desconforto e dor abdominal, além de gerar constrangimento social. Alimentação ajuda a minimizar o problema

iG São Paulo | 28/08/2011 06:10

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Foto: Getty Images Ampliar

Gases: alimentação é a principal causa do problema, que pode gerar constrangimento social

Má digestão, dietas muito restritivas, consumo excessivo de açúcares, produtos fermentados (como pães, cerveja e vinagre) e, em alguns casos, reação à ingestão de produtos com glúten ou leite são as principais causas dos gases. O problema pode gerar desconforto abdominal e até constrangimento social.

Siga o iG Saúde no Twitter

“Alimentos feitos com a farinha refinada (como pão branco e massas), que fornecem um carboidrato suscetível a fermentação, também podem produzir gases”, diz a nutricionista Paula Gandin, de São Paulo.

Segundo a nutricionista Viviane Pereira, da rede Mundo Verde, quando os alimentos não são digeridos corretamente, chegam inteiros ao intestino e são fermentados pelas bactérias intestinais, levando ao desconforto.

Leia: Cuidado com os alimentos que "dão barriga"

“Para evitar a flatulência, evite tomar líquidos durante as refeições, procure se alimentar em lugares tranquilos, várias vezes ao longo do dia e em pequenas quantidades e mastigue bem a comida para facilitar o processo digestivo”, diz Viviane. Para melhorar a digestão e reduzir os gases, ela sugere usar chá de hortelã antes das refeições.

Um diário alimentar também é indicado para ajudar a identificar quais produtos e em quais situações estão aparecendo os gases. Daí é possível diminuir ou mesmo eliminar o causador. O bom funcionamento do intestino também é importante para evitar flatulência.

“A dieta deve ser rica em fibras, com cereais integrais, frutas, legumes e verduras. Associados ao consumo adequado de água, elas auxiliam o processo. Tomar diariamente cápsulas de probióticos, que são bactérias benéficas a saúde intestinal, é outra forma de melhorar o quadro,” finaliza Viviane.

Teste sua saúde:
Qual o seu grau de ansiedade?
Você é hipocondríaco?
Você sabe cuidar da sua boca?
 

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo