Minha Saúde

enhanced by Google
 

Artrite reumatoide

Compartilhar:
Conteúdo exclusivo para o iG no Brasil e usado pelos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos

Definição

A artrite reumatoide (AR) é uma doença de longo prazo que leva à inflamação das articulações e dos tecidos circundantes. Ela também pode afetar outros órgãos.

Causas, incidência e fatores de risco

A causa da AR é desconhecida. É considerada uma doença autoimune. Normalmente, o sistema imunológico do organismo combate as substâncias estranhas, como os vírus.

Porém, em uma doença autoimune, o sistema imunológico confunde o tecido saudável com substâncias estranhas. Como resultado, o corpo ataca a si mesmo.

Foto: ADAM

Artrite reumatoide

A AR pode ocorrer em qualquer idade. As mulheres são mais frequentemente afetadas que os homens.

A AR geralmente afeta os dois lados do corpo por igual. Punhos, dedos, joelhos, pés e tornozelos são os mais frequentemente afetados. O curso e a gravidade da doença pode variar consideravelmente. Infecção, genes e hormônios podem contribuir com a doença.

Sintomas

Em geral, a doença começa gradualmente, com sintomas que aparecem em muitas outras doenças:

  • Fadiga
  • Perda de apetite
  • Febre baixa
  • Linfadenopatia
  • Fraqueza

Por fim, aparece dor nas articulações:

  • É comum a rigidez matutina, que dura mais de uma hora. As articulações podem se tornar quentes, sensíveis e rígidas quando não usadas por períodos tão curtos quanto uma hora
  • De modo geral, sente-se dor nas articulações dos dois lados do corpo
  • Dedos (mas não as pontas), punhos, cotovelos, ombros, quadris, joelhos, tornozelos, dedos do pé, mandíbula e pescoço podem ser afetados
  • As articulações frequentemente ficam inchadas, quentes e esponjosas ao tato
  • Com o tempo, as articulações perdem sua amplitude de movimento e podem se deformar.

Outros sintomas incluem:

  • Dor no peito ao inspirar (pleurisia)
  • Ardência, coceira e secreção no olho
  • Nódulos sob a pele (normalmente um sinal de uma doença mais grave)
  • Dormência, formigamento ou ardência nas mãos e pés

Foto: ADAM

Artrite reumatoide

A destruição da articulação pode ocorrer dentro de um ou dois anos após o aparecimento da doença.

Exames e testes

Um exame de sangue específico está disponível para diagnosticar a AR e diferenciá-la de outros tipos de artrite. Ele é chamado de exame de anticorpos anti-CCP.

Outros testes que podem ser realizados incluem:

  • Hemograma completo
  • Proteína C-reativa
  • Velocidade de sedimentação de eritrócitos
  • Ultrassonografia ou ressonância magnética da articulação
  • Raio X da articulação
  • Exame de fator reumatoide (positivo em cerca de 75% das pessoas com os sintomas)
  • Análise de líquido sinovial

Devem ser feitos exames de sangue e de urina regularmente para determinar como os medicamentos estão funcionamento e se estão causando efeitos colaterais.

Tratamento

A AR geralmente requer um tratamento ao longo da vida toda, incluindo medicação, fisioterapia, exercício físico, medidas educativas e possivelmente cirurgia. Quando precoce, um tratamento agressivo para a AR pode retardar a destruição das articulações.

MEDICAMENTOS

Drogas antirreumáticas modificadoras de doença (DARMDs): Essas drogas são o padrão atual de cuidado da AR, além de repouso, exercícios de fortalecimento e drogas anti-inflamatórias.

  • O metotrexato é o DARMDs mais comumente usado para a artrite reumatoide. A leflunomide pode ser um substituto do metotrexato
  • Essas drogas podem ter efeitos colaterais graves, portanto, é necessário fazer exames de sangue frequentes durante o período de sua administração

Medicamentos anti-inflamatórios: Incluem a aspirina e anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), como o ibuprofeno.

  • Embora os AINEs funcionem bem, o uso a longo prazo pode causar problemas gástricos como úlceras e hemorragia e possíveis problemas do coração
  • O celecoxib é outra droga anti-inflamatória, mas tem fortes advertências com relação a doenças cardíacas e AVC. Converse com seu médico para saber se os inibidores de COX-2 são adequados para você

Medicamentos antimaláricos: Este grupo de medicamentos inclui a hidroxicloroquina e sulfasalazina e normalmente é utilizado juntamente com o metotrexato. Pode demorar semanas ou meses até que você observe os benefícios desses medicamentos.

Corticóides: Esses medicamentos funcionam muito bem para reduzir o edema e a inflamação das articulações. Devido a efeitos colaterais de longo prazo, os corticoides devem ser tomados somente por curtos períodos e em baixas doses, quando possível.

AGENTES BIOLÓGICOS:

As drogas biológicas foram desenvolvidas para afetar partes do sistema imunológico que têm um papel no processo da doença da artrite reumatoide.

Elas poderão ser receitadas quando outros medicamentos para a artrite reumatoide não funcionarem. Às vezes, o médico começa com as drogas biológicas antes, juntamente com outras drogas para a artrite reumatoide.

A maior parte delas são injetadas sob a pele (subcutâneas) ou em uma veia (intravenosas).

Existem diferentes tipos de agentes biológicos:

  • Os moduladores de glóbulos brancos incluem: abatacept e rituximab
  • Os inibidores do fator de necrose tumoral (TNF) incluem: adalimumabe, etanercepte, infliximab, golimumabe, e certolizumab
  • Inibidores de interleucina 6 (IL-6): tocilizumabe

Os agentes biológicos podem ser muito úteis no tratamento da artrite reumatoide.

Entretanto, as pessoas que tomam esses medicamentos devem ser observadas atentamente devido a graves fatores de risco:

CIRURGIA

Algumas vezes, é necessário cirurgia para corrigir as articulações gravemente afetadas. As cirurgias podem aliviar a dor e as deformações das articulações.

O primeiro tratamento cirúrgico pode ser uma sinovectomia, que é a remoção da membrana sinovial (sinóvia).

Em algum momento, é necessário substituir totalmente a articulação. Em casos extremos, podem ser feitas substituições totais de joelho, quadris, tornozelos e ombros, entre outros. Essas cirurgias podem significar a diferença entre ser totalmente dependente dos outros e ter uma vida independente em casa.

FISIOTERAPIA

Exercícios de amplitude de movimento e programas de exercícios prescritos por um fisioterapeuta podem atrasar a perda de função da articulação.

Técnicas de proteção das articulações, tratamentos de frio e calor e dispositivos como férulas e órteses para ajudar a sustentar e alinhar as articulações podem ser muito úteis.

Às vezes, os fisioterapeutas usam máquinas especiais para aplicar calor profundo ou estimulação elétrica para reduzir a dor e aumentar a mobilidade da articulação.

Os terapeutas ocupacionais podem criar férulas para mãos e punhos e ensinar como proteger e usar melhor as articulações afetadas pela artrite. Eles também mostram aos pacientes como enfrentar melhor as tarefas diárias no trabalho e em casa, apesar das limitações causadas pela AR.

São recomendáveis períodos frequentes de repouso entre as atividades, além de 8 a 10 horas de sono por noite.

Evolução (prognóstico)

O curso da artrite reumatoide difere de pessoa para pessoa. Para alguns pacientes, a doença se torna menos agressiva com o tempo, e os sintomas podem melhorar. Outras desenvolvem uma forma mais grave da doença.

As pessoas que têm o fator reumatoide, o anticorpo anti-CCP ou nódulos subcutâneos parecem ter uma forma mais grave da doença. Aparentemente, as pessoas que desenvolvem artrite reumatoide com menos idade também pioram mais rapidamente.

O tratamento para a artrite reumatoide evoluiu. Muitas pessoas com AR trabalham em tempo integral. Entretanto, depois de vários anos, cerca de 10% dos pacientes com AR ficam gravemente incapacitados, não podendo realizar tarefas simples da vida diária como tomar banho, vestir-se e comer.

Complicações

A artrite reumatoide não é somente uma doença de destruição das articulações. Ela pode envolver praticamente todos os órgãos.

Foto: ADAM

Artrite reumatoide

Os problemas que podem ocorrer abrangem:

  • Anemia devido à falha da medula óssea em produzir suficientes glóbulos vermelhos novos
  • Danos ao tecido pulmonar (pulmão reumatoide)
  • Lesão da medula espinhal quando a coluna cervical (ossos do pescoço) se torna instável como resultado da AR
  • Vasculite (inflamação dos vasos sanguíneos) reumatoide, que pode levar a úlceras e infecções na pele, úlceras gástricas hemorrágicas e problemas nervosos que causam dor, dormência ou formigamento. A vasculite também pode afetar o cérebro, nervos e o coração, o que pode causar AVC, ataque cardíaco ou insuficiência cardíaca
  • Edema e inflamação da camada exterior do coração (pericardite) e do músculo do coração (miocardite). Essas duas doenças podem levar a insuficiência cardíaca
  • Síndrome de Sjögren

Os tratamentos para a artrite reumatoide podem causar efeitos colaterais graves. Se você apresentar qualquer efeito colateral, informe seu médico imediatamente.

Ligando para o médico

Ligue para seu médico se tiver sintomas de artrite reumatoide.

Prevenção

Não existe prevenção para a artrite reumatoide. Entretanto, geralmente é possível evitar danos adicionais às articulações com o tratamento precoce adequado.

Referências

Yazici Y. Treatment of rheumatoid arthritis: we are getting there. Lancet. 2009;374:178-180.

Deighton C, O'Mahony R, Tosh J, Turner C, Rudolf M; Guideline Development Group. Management of rheumatoid arthritis: summary of NICE guidelines. BMJ. 2009;338:b702.

Harris ED Jr, Firestein GS. Clinical features of rheumatoid arthritis. In: Firestein GS, Budd RC, Harris ED Jr, et al., eds. Kelley's Textbook of Rheumatology. 8th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2008:chap 66.

Atualizado em 14/2/2011, por: Michael E. Makover, MD is a professor and attending in rheumatology at the New York University Medical Center, New York, NY. Review provided by VeriMed Healthcare Network. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, A.D.A.M., Inc.

Todas as doenças

A A.D.A.M., Inc. é reconhecida pela URAC, também chamada de American Accreditation HealthCare Commission (Comissão de Reconhecimento de Cuidados de Saúde) – www.urac.org. O programa de reconhecimento da URAC é uma auditoria independente com o objetivo de verificar se a A.D.A.M. segue padrões rigorosos de qualidade e responsabilidade. A A.D.A.M. está entre as primeiras empresas a conquistar essa importante distinção para informações e serviços de saúde on-line. Saiba mais sobre a política editorial, o processo editorial e a política de privacidade da A.D.A.M. A empresa é também um membro fundador da Hi-Ethics e segue os princípios da Health on the Net Foundation (Fundação da Saúde na Internet) – www.hon.ch.

As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- 2011 A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.

Ver de novo