Minha Saúde

enhanced by Google
 

Câncer gástrico

Compartilhar:
Conteúdo exclusivo para o iG no Brasil e usado pelos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos

Definição

Foto: ADAM

Uma série gastrointestinal superior em um paciente com câncer de estômago

O câncer gástrico é um tipo de câncer que começa no estômago.

Nomes alternativos

Câncer - estômago, câncer estomacal, carcinoma gástrico, adenocarcinoma do estômago

Causas, incidência e fatores de risco

Muitos tipos diferentes de câncer podem ocorrer no estômago. O tipo mais comum é chamado adenocarcinoma, que começa de um dos tipos de células comuns encontrados na parte interna do estômago.

Existem vários tipos de adenocarcinoma. Como outros tipos de câncer gástrico ocorrem com frequência muito menor, este artigo se concentra em adenocarcinoma do estômago.

Foto: ADAM

Estômago

O adenocarcinoma do estômago é um câncer comum do trato digestivo em todo o mundo, embora ele seja relativamente incomum nos Estados Unidos. Ocorre mais frequentemente nos homens acima dos 40 anos. Essa forma de câncer gástrico é extremamente comum no Japão, Chile e Islândia.

A incidência da maioria dos tipos de adenocarcinoma gástrico nos Estados Unidos tem diminuído com o passar dos anos.

Especialistas acreditam que a queda na incidência pode estar relacionada à diminuição da ingestão de alimentos com sal, conservados e defumados. O adenocarcinoma gástrico ocorre mais frequentemente nos homens acima dos 40 anos

O diagnóstico é frequentemente tardio, devido à ausência de sintomas no início da doença ou ao autotratamento dos sintomas que podem ser comuns a outros distúrbios gastrointestinais menos graves (inchaço, gases, azia e sensação de inchaço).

Os fatores de risco associados ao câncer gástrico são um histórico familiar de câncer gástrico, infecção por Helicobacter pylori, tipo sanguíneo do grupo A, fumo, um histórico de anemia perniciosa, um histórico de gastrite atrófica crônica e um histórico anterior de um pólipo gástrico adenomatoso maior do que 2 centímetros.

Sintomas

  • Dor abdominal
  • Fezes escuras
  • Dificuldade para deglutir, especialmente dificuldade que aumenta com o tempo
  • Eructação excessiva
  • Declínio geral na saúde
  • Perda de apetite
  • Náusea e vômitos
  • Repleção abdominal prematura após as refeições
  • Perda de peso involuntária
  • Vaga repleção abdominal
  • Vômito de sangue
  • Fraqueza ou cansaço

Exames e testes

Os seguintes testes podem ajudar a diagnosticar câncer gástrico:

  • Hemograma completo para verificar se há anemia
  • Esofagogastroduodenoscopia (EGD) com biópsia
  • Exame de fezes para verificar se há sangue nas fezes
  • Série gastrointestinal superior

Tratamento

A remoção cirúrgica do estômago (gastrectomia) é o único tratamento curativo. A radioterapia e a quimioterapia podem ser benéficas.

Foto: ADAM

Gastrectomia - série

Um estudo recente mostrou que para muitos pacientes, a quimioterapia e a radioterapia feitas após a cirurgia melhoram a probabilidade de cura.

Para pacientes em quem a cirurgia não é uma opção, a quimioterapia ou a radioterapia podem melhorar os sintomas e prolongar a sobrevivência, mas provavelmente não curarão o câncer.

Para alguns pacientes, um procedimento cirúrgico de pode oferecer alívio dos sintomas:

Incisão: Uma incisão é feita na pele sobre a região pilórica do estômago.

Procedimento: A parte doente do estômago é removida. O intestino delgado é ligado ao restante do estômago para manter a integridade do trato digestivo.

Cuidado após o procedimento: O paciente ficará terá um tubo nasogástrico para fazer sucção a fim de manter o estômago vazio e em repouso após a cirurgia. Depois de vários dias e quando o estômago começar a funcionar normalmente novamente, o tubo será removido e o paciente começará a ingerir líquidos e gradualmente progredirá para uma dieta normal e completa.

 

Grupos de apoio

A tensão da doença frequentemente pode ser reduzida ao se associar a um grupo de apoio com membros que compartilham experiências e problemas em comum. Consulte câncer - grupo de apoio e distúrbios gastrointestinais - grupo de apoio.

Evolução (prognóstico)

A perspectiva varia amplamente. Os tumores no estômago inferior são curados com mais frequência do que aqueles na área superior -- cárdia gástrica ou junção gastroesofágica. A profundidade na qual o tumor invade a parede do estômago e se os nódulos linfáticos estão envolvidos influenciam nas chances de cura.

Em circunstâncias em que o tumor foi disseminado para fora do estômago, a cura não é possível e o tratamento é direcionado à melhoria dos sintomas.

Complicações

  • Acúmulo de líquido na cavidade abdominal (ascite)
  • Hemorragia gastrointestinal
  • Disseminação do câncer para outros órgãos ou tecidos
  • Perda de peso

Ligando para seu serviço de assistência médica

Ligue para o seu médico se ocorrer sintomas de câncer gástrico.

Prevenção

Programas de triagem em massa foram bem-sucedidos na descoberta da doença nos estágios precoces no Japão, onde o risco de câncer gástrico é muito alto. O valor da triagem nos Estados Unidos e em outros países com taxas menores de câncer gástrico não é claro.

Fatores que podem ajudar a reduzir seu risco de câncer gástrico:

  • Não fume
  • Faça uma dieta saudável e balanceada rica em frutas e vegetais
  • Tome um medicamento para tratar da doença do refluxo, se presente

Referências

Rustgi AK. Neoplasms of the stomach. In: Goldman L, Ausiello D, eds. Cecil Medicine. 23rd ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007:chap 202.

Gunderson LL, Donohue JH, Alberts SR. Cancer of the stomach. In: Abeloff MD, et al., eds. Abeloff's Clinical Oncology. 4th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier;2008:chap 79.

National Cancer Institute. Gastric cancer treatment PDQ. Updated July 8, 2010.

Atualizado em 28/12/2010, por: David C. Dugdale, III, MD, Professor of Medicine, Division of General Medicine, Department of Medicine, University of Washington School of Medicine; Yi-Bin Chen, MD, Leukemia/Bone Marrow Transplant Program, Massachusetts General Hospital. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, A.D.A.M., Inc.

Todas as doenças

A A.D.A.M., Inc. é reconhecida pela URAC, também chamada de American Accreditation HealthCare Commission (Comissão de Reconhecimento de Cuidados de Saúde) – www.urac.org. O programa de reconhecimento da URAC é uma auditoria independente com o objetivo de verificar se a A.D.A.M. segue padrões rigorosos de qualidade e responsabilidade. A A.D.A.M. está entre as primeiras empresas a conquistar essa importante distinção para informações e serviços de saúde on-line. Saiba mais sobre a política editorial, o processo editorial e a política de privacidade da A.D.A.M. A empresa é também um membro fundador da Hi-Ethics e segue os princípios da Health on the Net Foundation (Fundação da Saúde na Internet) – www.hon.ch.

As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- 2011 A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.

Ver de novo