Tamanho do texto

Médicos usaram tecidos da córnea de um doador anônimo para desenvolver as células, que foram então colocadas no olho

selo

Kate depois das 100 cirurgias
PA
Kate depois das 100 cirurgias
Uma ex-modelo e apresentadora de TV britânica que ficou parcialmente cega após um ataque com ácido teve a visão restaurada após uma cirurgia com células-tronco .

Katie Piper, de 29 anos, sofreu queimaduras de terceiro grau e ficou desfigurada depois que um ex-namorado mandou que um rapaz jogasse ácido sulfúrico em seu rosto, em 2008.

Após mais de cem cirurgias, a maior parte das cicatrizes desapareceu, mas o olho esquerdo continuava prejudicado.

Em entrevista à BBC, Piper contou que não conseguia enxergar silhuetas e tinha uma péssima noção de profundidade.

SIGA O IG SAÚDE NO TWITTER

"Depois de passar três anos e meio tentando aceitar que eu sempre seria cega de um olho, eu ouvi sobre uma cirurgia pioneira que tinha o potencial de restaurar minha visão com o extraordinário poder das células-tronco", escreveu Piper no website da fundação que ela criou para ajudar vítimas de queimaduras, a Katie Piper Foundation.

Kate logo após o ataque
Getty Images
Kate logo após o ataque
"Eu entrei em contato com o médico responsável e me apresentei como voluntária para ser uma das poucas pessoas no mundo a passar pelo tratamento, que envolvia colocar células-tronco diretamente no meu olho."

Doador anônimo

Médicos no Queen Victoria Hospital, no condado de West Sussex, no sudeste da Inglaterra, usaram tecidos da córnea de um doador anônimo para desenvolver as células, que foram então costuradas ao olho de Piper.

Seu olho foi então coberto com uma membrana amniótica, que envolve o embrião dentro do útero e que foi doada por mulheres que passaram por cesáreas, que servia como curativo.

Após algumas semanas, ela começou a perceber os resultados. "Eu já tinha me resignado (com a perda da visão em um olho). Agora, ter isso restaurado é uma sensação maravilhosa", diz.



Leia mais:

Estudo usa células-tronco para tratar acidente vascular cerebral
Aprovado o primeiro teste europeu com células-tronco embrionárias humanas
Paraplégico atravessa França de muletas
Mãe busca diagnóstico para filha que parou de crescer aos 4 meses