Tamanho do texto

Alimentos como laticínios, grãos ricos em fibras, álcool e especiarias quentes podem desencadear sintomas em quem é portador da doença

Minha Saúde

A doença de Crohn é uma condição definida pela inflamação crônica e irritação do trato digestivo, resultando em sintomas incômodos. Por isso, pacientes que sofrem com a doença precisam de dieta adequada. A causa não é totalmente compreendida, mas a condição é conhecida por ocorrer em famílias. Além disso, o sistema imunológico e o ambiente parecem ter influência no surgimento da síndrome.

doença de Crohn arrow-options
shutterstock
A doença de Crohn é uma condição definida pela inflamação crônica e irritação do trato digestivo

Leia também: Fezes claras, secas, escuras, verdes... especialista diz o que elas indicam

Apesar de processo exato que causa a inflamação e irritação ainda ser desconhecido, já existe algum conhecimento sobre a doença de Crohn . Ela geralmente afeta a parte inferior do intestino delgado, mas pode se manifestar em qualquer lugar, da boca ao ânus. O sistema imunológico também desempenha um papel nessa condição.

As células imunológicas se acumulam no intestino, atacando bactérias, alimentos, tecidos saudáveis ​​do corpo e outras substâncias inofensivas ou mesmo benéficas. Dessa forma, acabam causando sintomas como dor abdominal, diarreia, sangramento retal, perda de peso, febre e fadiga. Essas células imunológicas acumuladas produzem substâncias químicas que promovem inflamação, danificam as paredes intestinais e causam os sintomas de Crohn.

Leia também: Mulher acreditava ter Crohn, mas tinha pedaços de sachê de catchup no intestino

Como deve ser a dieta para quem tem a doença de Crohn?

leite e derivados arrow-options
shutterstock
Quem tem a doença de Crohn deve evitar leite e derivados, como laticínios, além de outros alimentos

Os alimentos não causam a doença de Crohn e nenhuma dieta especial se mostrou eficaz. No entanto, certos alimentos podem causar surtos e provocar os sintomas da doença de Crohn. Por isso, a dieta deve evitar laticínios, grãos ricos em fibras, álcool e especiarias quentes. Além disso, o tratamento de Crohn inclui a manutenção de um diário alimentar detalhado e consultas frequentes com nutricionistas.

A deficiência de nutrientes é outra preocupação comum, pois a inflamação dessa condição interfere na absorção de nutrientes. Por isso, as pessoas com doença de Crohn precisam de uma dieta rica em nutrientes com calorias, proteínas e gorduras saudáveis ​​adequadas.

Outro ponto importante é que os medicamentos esteroides, frequentemente prescritos para a doença de Crohn podem aumentar o risco de osteoporose. Portanto, os pacientes precisam repor cálcio, vitamina D, magnésio e vitamina K suficientes para a saúde óssea. O uso prolongado de esteroides também pode resultar em deficiências de vitamina C, vitamina B12, ácido fólico, zinco e selênio.

Leia também: 10 alimentos com vitamina B12 para incrementar sua alimentação e sua saúde 

Algumas dicas que podem ajudar:

  • Coma pequenas refeições ou lanche a cada 3 a 4 horas. Fique hidratado. Beba pequenas quantidades de água ao longo do dia.
  • Durante os períodos em que você não apresenta sintomas, inclua grãos integrais e uma variedade de frutas e legumes em seu plano alimentar. Comece novos alimentos, um de cada vez, em pequenas quantidades.
  • Ao surgirem os sintomas , como diarreia ou dor abdominal, siga a lista de alimentos recomendados. Devem ser evitados alimentos ricos em fibras, vegetais crus e que produzem gás, a maioria das frutas e bebidas cruas com cafeína.
    Leia tudo sobre: dieta